Postagens

9ºC

Imagem
Eu, que sempre amei o frio. O fofinho do edredom que tinha uso raro no Rio de Janeiro, o latte morno na caneca, o notebook quentinho no colo, com uma série rodando, a fumacinha saindo da boca quando falo, às vezes o som da chuva batendo no telhado da garagem.

Eu, que sempre amei o frio... Acordei ontem, o dia fazendo 9ºC, provocando dor em todas as minhas articulações e piorando as dores musculares da dobradinha futebol + corrida das últimas duas noites - obrigada, marido!.

QUE NEGÓCIO É ESSE?

Agora eu super entendo as relações que passam de amor a ódio num minuto. Ou seria num ranger de dentes?

Giros

Imagem
Nunca pensei que escreveria um post daqui. Com um casaco e a chuva batendo na janela. Com uma aliança no dedo anelar esquerdo, que seis meses atrás não era prevista. No plantão de um novo trabalho, às dez da manhã de um domingo.

Foi assim que 2016 terminou: nos últimos quinze dias do ano, a notícia bombástica de que a empresa do meu então namorado estava de mudança. De estado. Para Florianópolis. No início de 2017. Cada parte da notícia era como um tijolinho desmoronando em cima da minha cabeça.

Os dias seguintes foram um misto de alegria, desespero e medo. Conversas com amigos, conselhos, decisões. Nós, que sempre pensamos secretamente em nos mudar de cidade, talvez estado, estávamos com um sonho no colo, pedindo pra ser ninado e cuidado. O casamento que estava começando a ser planejado para 2019, se viu nascer como um sopro.

Decisão tomada.

Começamos a planejar a festa de casamento, transferência da minha faculdade, casa pra alugar, passagens de avião e outras mil e uma coisas que eu ne…

Deadline

Esse blog começou com a minha ansiedade pelo vestibular. Hoje eu só quero me livrar da universidade na maior velocidade possível.

Quando é que a gente muda os planos? Pior, o que é que a gente faz quando perde a motivação e os planos ainda não foram concluídos?

Me tornei o tipo de pessoa que senta no sofá em pleno horário de Jornal Nacional e aponta para os fones de ouvido quando um pai muito simpático tenta puxar conversa.

A gente perde a motivação e os planos ainda estão em curso. Eu ainda não concluí meu curso. E quando vou, francamente? Mas eu já ficaria satisfeita por conseguir cumprir os prazos da próxima semana.

Se não fosse

Se não fosse você, não seria eu
Se não fosse eu, não seria você.

Se não fosse por mim
Por você
Por todos os dias de cansaço
Por ainda haver vontade de ser melhor.

Se não fosse por nós
Nada seria tão completo
Nada seria tão feliz como tem de ser.

Se não fosse
Mas é
Ainda bem que é.

Mesmo quando a boca cala

Imagem
Mesmo quando a boca cala, é no teu peito onde eu descanso. No teu colo onde faço ninho. No teu abraço onde encontro meu lar.
Mesmo quando o mundo nos derruba, reconstruímos. Sinto tuas mãos na minha cintura. Ouço tímidas risadas.
Mesmo quando a boca cala. Mesmo quando não dizemos nada. Tu e eu, enfim.


Ano novo?

Às vezes a vida pesa demais nos ombros. O cansaço dos dias, dos planos, dos sonhos... Tudo o que eu gostaria de viver e realizar e deixo pra trás. "Amanhã eu faço", "Amanhã eu vivo", "Amanhã eu mudo ".Mais um ano e esse amanhã não chegou ainda. A lista de projetos só cresce, ao passo que minha disposição diminui, o cansaço aumenta... e eu sou vencida outra vez.2016 tá aí. Estamos no quarto dia do ano. Espero chegar satisfeita ao 366° dia.

O dilema do vestido

Eu sempre fui uma das pessoas mais inseguras que conheço. Do tipo que muda de humor automaticamente se acho que alguém está falando coisas ruins sobre mim, se desafino em público. Se sou repreendida, não consigo mais me concentrar em tentar fazer a coisa certa; se erro uma receita de bolo, logo me acho a pessoa mais incompetente do universo culinário.
É, eu não tenho muita fé em mim mesma. Eu, que me conheço melhor que todo mundo, permito sem muita relutância que digam coisas sobre mim que acabam por determinar quem eu sou daquele momento em diante.
Daí que, dia desses, eu voltei ao que deve ser minha décima quinta tentativa de atingir o peso ideal, o corpo perfeito etc. Precisava comprar um vestido novo, me apaixonei por um, e... não coube em mim. E é claro que eu não ia querer comprar um número uma ou duas vezes maior, pra sair contente da loja. Não, eu queria aquele. Era importante que eu coubesse naquele vestido, por alguma razão que desconheço até hoje. Voltei pra casa triste, depr…