Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2013

Eu não quero

Igreja pequena Onde Deus falava O poder caía e a sua igreja 
Jesus visitava...
Sei que você mandou, mas eu não quero. Não quero voltar. É a minha casa, eu sei, é como se eu ainda pertencesse, mas estou tão diferente agora. Meus pensamentos e minhas manias não cabem mais. Meus gostos, minhas atividades, minhas palavras. Tudo mudou. Mudei.
Poxa, Deus, que sacanagem.

Quase médica

Tenho preguiça de ficar bem. Estou gripada há dias e não tomei um comprimido sequer. Espirrando e sentindo cheiro de sinusite.
Ir ao médico me dá preguiça. Fico achando que vou entrar no consultório e ele vai me diagnosticar com algum tipo de doença terminal. E, olha, só tenho mais uma semana de vida! Não. Definitivamente, não. O único tratamento que concluí, em toda a minha vida, foi o da gastrite. Completei todo o processo: consulta, exame, avaliação do exame, medicação. Fiquei orgulhosa de mim mesma, mas, até hoje, não tenho muita disposição de repetir a experiência.
Dor de cabeça? Advil. Gripe? Cimegripe. Febre? Paracetamol e banho gelado. Enjôo? Soro caseiro. Dor no corpo? Doril. Tenho minha própria farmácia em casa. Sou quase uma espécie de curandeira.
Hoje, não, seu doutor. Hoje, não.

Velha e louca

Me faço de durona, mas paro para conversar com velhinhos na rua, sento na mesa pra tomar café com meu pai e, quando percebo, já é meio-dia e ainda estamos conversando. Participo de campeonatos de baralho com meu tio, enquanto sorrio, pergunto o que ele quer ouvir e encho meu Chrome com abas de Beatles.
Outro dia eu estava na fila do ônibus e uma senhorinha me abordou.
- Oi, você é sobrinha do Seu João, não é? - Ah, oi.. Sim, sou eu. - Ah, eu lembro de quando você andava de bicicleta com ele por aí. (na garupa, obviamente, já que não sei andar.) - Ah, sou eu, mesma! hahaha
E ficamos conversando por uns bons vinte minutos até nosso ônibus chegar. Me faço de durona, mas sou essa simpática da fila do ônibus e uma companhia agradável para os velhinhos. Eu nunca dei bola para a minha irmã mais velha, dizendo que pareço uma velha. Mas, escrevendo assim, até que ela tem razão.